sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Dualidade Inconsciente

Não é possível concretizar a opinião de Juremir Machado da Silva(2001), pelo menos se tratando do perfil atual do jornalista. O autor acredita que haja a divisão entre hipodérmicos e funcionalistas. Explicamos: Os hipodérmicos seriam aqueles que defendem uma mídia forte que manipula o receptor passivo; já os funcionalistas partem da idéia de que o público dita o conteúdo da mídia, a qual, simplesmente, atende o desejo do cidadão.
Fundamentamos nosso parecer através da opinião do jornalista Rogério Rodriguez Galindo, editor do caderno Vida & Cidadania do jornal Gazeta do Povo: ” o jornalismo é de informação quando ele está pensando na sua função, ele é de entretenimento quando está pensando no mercado”. A partir dessa idéia, podemos dizer que o jornalismo ao mesmo tempo em que pensa no mercado e no lucro que terá dando o que o público deseja, também acredita na fragilidade do receptor ao usar da credibilidade que possui, para manipular o conteúdo da maneira que lhe convém.

TIME: Daniel Courtouke dos Santos; Fernanda Giotto Serpa; Gulherme Luís de Melo; Tatiana Olegario da Silva.

Nenhum comentário: