sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Entrevistas

Entrevista 1

Jornalista Felipe Vanini Bruning – Repórter e atualizador do site Agência Rural


1) Como você se relaciona com os meios de comunicação?

Ah, eu costumo ler mais jornal impresso, como o Estado de São Paulo que é o que eu recebo em casa diariamente. Mas dou uma folheada também no Valor Econômico, Folha de São Paulo e Gazeta do Povo que recebo no meu trabalho. Quando não tenho muito tempo, tento sempre ler o editorial e pelo menos dar uma olhada nas manchetes para ficar atualizado. Revistas eu leio a Veja, minha mãe é assinante e recebemos ela todos os domingos em casa. Às vezes tem coisas boas, mas eu particularmente acho meio fraca. Quanto à rádio eu ouço somente no carro quando estou a caminho do trabalho ou algum lugar. Gosto de ouvir a Lúmen, Jovem Pan, CBN, Band News. Em casa é bem difícil devido ao meu tempo. TV eu não assisto muito, não. Não gosto de TV aberta. Às vezes eu assisto o jornal quando tem algo muito importante, mas não é aquela coisa de sentar e ficar durante horas na frente da TV. Muitas vezes acho perda de tempo.
Bom, já a internet é minha ferramenta de trabalho. É um dos meios de comunicação que eu mais utilizo no meu dia-a-dia. Uso como fonte de informação, até porque também é através dela que o meu trabalho é visto por outras pessoas. Muitas reportagens são feitas e postadas na internet, em nosso site. Gosto muito de ler livros e assistir filmes, acho que ambos trabalham com a nossa imaginação, além de ser uma distração. Tento me manter atualizado no que diz respeito ao cinema, especialmente o norte-americano.

2) Como é sua relação com Curitiba? Qual lugar você mais se identifica?
Em relação aos atrativos, prefiro os shoppings, cinemas. Não há nada muito além disso para quem é da cidade. Não visito parques, etc. No entanto, acho que a cidade está com uma vida cultural bem solidificada, com boas peças de teatro, shows e atividades congêneres.

3) Qual a sua função no cotidiano do trabalho na área do jornalismo?

Trabalho como repórter do site Agência Rural. Trata-se de um site sobre economia agrícola, cujos principais focos são as culturas de milho e soja. Portanto, acompanho as Bolsas que negociam grãos e faço matérias sobre coisas ligadas ao interesse dos produtores, como crédito agrícola, fertilizantes,etc.

5) Para você, quando o jornalismo é mais entretenimento e quando é mais informação?
Na minha opinião, o jornalismo é entretenimento quanto busca apenas curiosidades irrelevantes, sem destratar os fãs do Novo Jornalismo à Tom Wolfe. O oposto disso traz mais aquela informação que os norte-americanos chamam de hard news, que repercutem pela notoriedade dos personagens.


Entrevista 2


Jornalista Luana Agner Dias – Repórter e redatora da Agência de Comunicação – Confraria da Notícia.

1) Como você se relaciona com os meios de comunicação?

Eu procuro sempre me manter informada e atualizada. Acompanho diariamente as notícias pelo site da Folha de São Paulo, O Estado do Paraná, Gazeta do Povo e outros. Mas todos on-line. Sou assinante da Revista Vida Simples, recebo ela todos os domingos e durante a semana vou lendo um pouquinho a cada dia. Rádio eu ouço pouco, mais nos finais de semana quando estou em casa, mas sempre que dá estou antenada. TV eu assisto todas as noites, adoro chegar em casa tomar um banho e sentar para assistir o jornais e novelas, adoro (Rs)!
Quanto aos livros leio bastante, gosto muito de livros que falam sobre filosofia de vida, literatura nacional e internacional. Aprendemos muito com a leitura. Filmes, sempre que posso vou ao cinema, ou se não vou à locadora e assisto em casa, prefiro filmes românticos, épicos, antigos e religiosos. Quanto à internet, visito mais sites de jornais, sites de departamentos que dão suporte ao meu trabalho, pesquisas em geral e vendas como Submarino e Americanos. A internet facilita muitas coisas em nossa vida.

2) Como é sua relação com Curitiba? Qual lugar você mais se identifica?
Ah, eu acho Curitiba particularmente uma cidade perfeita, limpa e com um clima maravilhoso. Gosto muito de ir aos parques como o Tingui e Tanguá. Adoro as feirinhas no Largo da Ordem, e é claro a Rua XV de Novembro.


3) Qual a sua função no cotidiano do seu trabalho na área do jornalismo?
Trabalho com assessoria de imprensa e faço de tudo um pouco, ma atuo mais como repórter e redatora.


4) Para você quando o jornalismo é mais entretenimento e quando é mais informação?

Mesmo que o jornalismo seja voltado para aspectos de cultura, como filmes,lazer, músicas e livros, e possa ser interpretado como entretenimento, não deixa de ser informação. Jornalismo é informação. Isso é intrínseco a sua prática.


Marcela_Rosane_Shana_Vanessa

Nenhum comentário: