quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Excessos no jornalismo

No que se refere à mídia e seu impacto na sociedade, o que não faltam são discussões sobre o assunto. Entre as teorias sobre comunicação, duas se destacam: a dos hipodérmicos e a dos funcionalistas. A jornalista Tássia Arouche possui uma visão crítica ao jornalismo, mas não necessariamente o vê como uma máquina manipuladora, como classificam os hipodérmicos. O que ocorre é um excesso de informação e, principalmente, uma cobrança da sociedade sobre ela mesma para que as pessoas sejam extremamente informadas sobre tudo, o que não é preciso. Grande parte da produção nos meios de comunicação são desnecessárias e supérfluas, que não interferem na vida das pessoas. Ao ver por este ângulo, em que a informação veiculada é superior a vontade de um público, a mídia seria, sim, forte em relação a ele, enquadrando-se na definição proposta pelo hipodérmicos.
Adriana Vieira, Gabriella Hóllas e Raquel Leite

Nenhum comentário: