sábado, 2 de agosto de 2008

Idade Moderna, comunicar é desencontrar

Polistchuck considera que Modernidade e mídia estiveram sempre juntas, em relações de ascendência e descendência. Isso porque mídia é o “espaço intermediário”, ou o “lugar para onde tudo converge”, assim espécie de praça pública. Dessa forma surge o conceito de “Mass media”, corrente midiática massificadora e catalisadora da Modernidade que veio modernizar.

Os diversos espaços públicos existentes se caracterizam, segundo Bauman, mais com elementos monótonos e vazios, e principalmente como espaços que têm servido aos consumidores, e não como um espaço cívico, que seria o espaço de expressão da personaes publicas. O meio urbano deveria ser civil onde as personaes publicas se relacionassem apresentando seu “verdadeiro eu”. Porém, a vida urbana moderna se dá por uma civilidade mascarada.

Para Bauman modernidade é um tempo em que o encontro de estranhos é um desencontro. É um evento sem passado e frequentemente um evento sem futuro. Não há tentativa, erros, ou expectativas para outra oportunidade.

Sem passado porque, como afirma Polistchuck, a modernidade se deu por um conjunto de transformações ocorridas nos últimos três séculos. E sem futuro porque, “a poderosa mediação se ajustou perfeitamente a uma ‘camada de ar’ sociocultural, definida, por sua alta abrangência e por sua baixa permanência.” (POLISTCHUCK, I; TRINTA, A., 2003)

Assim as duas linhas de espaço se afastam de um significado cívico. Nesse âmbito Polistchuck argumenta que a modernidade foi o apagamento da perspectiva espacial, ou seja, ocorreu uma desterritorialização, e que provavelmente os meios de comunicação tenham contribuído fortemente para essa questão.

A mídia que encanta o mundo dessacralizado científico segundo Polistchuck, é a alienação cívica da personae publica mascarada que se desencontra na relação mais pura no assentamento de humanos segundo Bauman, pois ela serve para o homem servir ao consumo.



Flávia Zanforlim, Giovana Gulin, Juliana Lima e Mariana Guzzo

Nenhum comentário: