domingo, 31 de agosto de 2008

Livros, livros, livros

Não foi possível aproximar uma freqüência de leitura, pois a maioria dos entrevistados não respondeu. As respostas dadas vão de um ou dois livros por mês a um livro a cada quatro meses, em média.

No setor de livros a variedade de gosto é mais acentuada, com destaque para a biografia, apontada por 4 entrevistados.
Jornalismo: A Sangue frio, de Truman Capote, Um caso arquivado, do Philip Gourevitch, Inverno da Guerra, de Joel Silveira.
Fotojornalismo de guerra - Caçadores de Luz: Histórias de Fotojornalismo, de Allan, Sérgio e Lula Marques e O Beijo da Morte, de Carlos Heitor Cony.
Está presente o gosto por aventura, ação, romance e suspense investigativo, por um lado. Por outro, livros de negócios, Sociologia, História, Economia, Administração, tecnologia e cosmologia.
E mais: roteiros, filosofia de vida, literatura nacional e internacional, livros que marcaram a história da literatura.


Daí a relação tão diversificada de títulos:

Vigiar e Punir, de Michel Foucault, O médico de homens e de almas, Taylor Caldwell,
A ciência médica de House - a verdade por trás dos diagnósticos da série de TV, de Andrew Holtz.,
A menina que roubava livros, de Markus Zusak, O Código Da Vinci, de Dan Brown, Sábado, de Ian McEwan, Viver, Yu Hua,
Nunca Subestime uma Mulherzinha, de Fernanda Takai, Lavoura Arcaica, de Raduan Nassar, On the Road , Jack Kerouac, Na natureza Selvagem, do John Krakauer, Pé na estrada, de José Paulo Ferrer (não confundir com On the road, de Jack Kerouac),
Harry Potter (“sei que é considerado um produto para o mercado, mas fazer o quê? eu gosto” , diz o entrevistado. E completa: “ li, inclusive, os três últimos volumes da série em inglês porque não agüentei esperar pela tradução”).


Autores citados:
Machado de Assis (3 vezes), Julio Verne, Marcel Proust, Osho.

Nenhum comentário: