sexta-feira, 22 de agosto de 2008

O Pensamento Contemporâneo Frances Sobre a Comunicação

Na escola francesa, assim que um grupo de pensadores reuniam - se em comum acordo, logo outro grupo se formava para contrapor as idéias sugeridas pelo primeiro.
Vale lembrar que não houve um estudo específico por parte dos estudiosos franceses sobre a comunicação, mas mesmo assim, seus estudos são referencia em todo mundo.
A escola de Frankfurt, sempre representou a boa comunicação, ela acreditava nos bons costumes da mídia.
No início do terceiro milênio a tv começa a ser encarada como algo não tão sério, em decorrência, estudiosos começam a preocupar – se com este costume.
A força da mídia não despertou apenas os estudos com a tv, mas também com a internet que fez com que todos os usuários virassem também mediadores.
Esse fenômeno chamado internet, dividiu a opinião de muitos pensadores franceses. Muitos denominam a internet como um lugar de identificação e outros como um esconderijo, porém a mais semelhante das discussões que os estudiosos chegam, é em relação ao afastamento que a mídia mergulhou em relação aos interesses das pessoas, do serviço publico, mais por parte da televisão.
Entre todas essas formas de pensamento, sobre os diversos assuntos da mídia, um pensamento é comum entre os franceses: tudo é comunicação e feita por intelectuais e não por cientistas, isso para o autor Juremir Machado da Silva é um declínio da visão francesa.

Letícia Baptistella / Rafaela Corrales

Um comentário:

Anônimo disse...

Grande coisa! Vocês não me ajudaram em nada.