sábado, 30 de agosto de 2008

Olimpiadas de Pequim 2008

Desde que foi anunciada a decisão que Pequin iria sediar as olimpíadas , em 2001, houve críticas ao histórico de direitos humanos e liberdade de expressão da China mas para entender melhor, primeiro devemos compreender a história dos Jogos Olímpicos e atribuir os valores que nela são agregados sem a influência da mídia e da política , estabelecendo essa ligação,podemos entender que o papel que a mídia desenvolve e porque não dizer também cria em torno desse acontecimento, se dá a rara exceção que nós telespectadores temos de se sentir patriota . Independente da sua manipulação e da grande economia que é gerada atrás desse espetáculo encontramos um grande fato, o de que precisamos da mídia e seus meios e cabe ao telespectador julgar e separar as informações relevantes. A política também cumpri seu papel e tanto quanto a mídia no sentido abusivo, por se aproveitar de um evento e momento histórico, basta analisar os Jogos Olímpicos de Moscou (1980) os EUA boicotaram os jogos em protesto contra a invasão do Afeganistão pelas tropas soviéticas. Em 1984, foi a vez da URSS não participar das Olimpíadas de Los Angeles, alegando falta de segurança para a delegação de atletas soviéticos, esses são apenas dois exemplos entre muitos outros com muito mais impacto do que uma manipulação, embora a política e a mídia sempre estão juntas com a economia.

Texto- Elisandra Rios,Nicolle Almeida,Stephanie Ferrari,Thaina Laureano

Nenhum comentário: