sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Um jornalismo cada vez mais crítico

Ao entrar no Blog Gjol uma coisa fica muita clara: não existe a preocupação, que tanto nos ensinam na faculdade, de ser neutro. Neutro no sentido de ouvir sempre os dois lados da questão e não ser tendencioso. No Gjol acontece um jornalismo crítico. Questionam mudanças visuais em jornais e que conseqüências elas podem acarretar. Durante as matérias aparecem ainda comentários do tipo: “Não é tão grave como jorgar um avião numa fábrica de colchões, mas fica registrado mais um acidente de percurso que o deadline contínuo dos portais web proporciona.”, mostrando explicitamente a opinião de seu autor. Vendo esses também como receptores, Lévy explica que a mídia não tem mais um poder absoluto e o conteúdo apresentado por ela passa a ser questionado e reelaborado para ser consumido em cada comunidade. Segundo o autor, os jornalistas, publicitários, relações públicas e todos os profissionais da área de comunicação devem se tornar cada vez mais sensíveis e perceptivos, criativos e éticos.

Fernanda Berlinck, Patricia Sheisi e Simone Bremm

Nenhum comentário: