domingo, 14 de setembro de 2008

Largo da Ordem,local de identificação


De acordo com Hall, o indivíduo pós-moderno está passando por uma crise de identidade, que seria a descentração dos indivíduos de seu lugar no mundo social e cultural quanto de si mesmos. A imagem simboliza o local de identidade, ou melhor, de identificação de uma das integrantes do grupo, visto que não é Curitibana. O Largo da Ordem foi escolhido por se tratar de um lugar que é horas calmo, horas agitado, e há diversidade cultural, social e econômica no mesmo local. Ex.: Bares, feirinha, praça, prédios históricos, hippies, etc. Segundo Hall, o processo de identificação produz o sujeito pós-moderno, conceptualizando como não tendo uma identidade fixa, essencial ou permanente. È assim que a personagem identifica, sem um local específico de identidade e sim de identificação como completa Hall: Assim, em vez de falar de identidade como uma coisa acabada, deveríamos falar de identificação, e vê-la como um processo em andamento. A identidade não é única, assim como os locais também não são. Ex.: Quando criança identificava-se com parques, adolescente com bares e já adulta, bares e parques.


Luana Copini e Renata Muzzolon

Nenhum comentário: