segunda-feira, 15 de setembro de 2008

A mediação de Silverstone

Ao longo dos tempos a mídia passou a ser vista como um recurso de mediação entre quem produz, quem digere e quem se manifesta (oral e visual).

É praticamente impossível mapear as origens do poder midiático e se isso for possível a primeira coisa a ser feita é se dês familiarizar de tudo, do óbvio.

Segundo Silverstone a mediação é menos determinada, mais aberta, mais singular, mais compartilhada e mais vulnerável.

Isso acontece porque nem sempre os conteúdos são tratados da mesma maneira durante o processo de edição, podem ser incompreendidos, interpretados de outra maneira ou até mesmo pelos moldes (roupinha que agrada a maior parte da população e conseqüentemente gera mais audiência do que o conteúdo irreverente e selecionado.

Esse texto faz uma ligação direta com a teoria da persuasão(revisão da hipodérmica) ou seja, considera os interesses de quem recebe a informação

MATERIAL EXTRA- VALE A PENA CONFERIR

Resumo do Seminário dos alunos da Pós-Graduação em Mídia, Tecnologias e Novas Linguagens Educacionais da CCE/PUC – Rio www.mvirtual.com.br/midiaedu/seminarios/mediacao_silverstone.ppt

Artigo revisado baseado no texto: Porque estudar a mídia? ; de Silverstone

Camila Roque, Hermes Pons, Luis Lima, Priscilla Scurupa e Rafael Antunes

Nenhum comentário: