sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Atletas da Audiência

Os noticiários buscaram associar os atletas brasileiras à idéia de heróis durante os Jogos Olímpicos. Já que a transmissão dos eventos ocorria na madrugada, tornar o torneio interessante não era tarefa das mais fáceis. No Brasil, considerado o país do futebol, a mídia brasileira tentou associar todos os atletas do país à idéia de serem alguns dos maiores do mundo. Sempre que um brasileiro entrava em cena, a transmissão era voltada para a nova esperança de medalha. Assim, para o público, a impressão que se tinha era que o Brasil teria um desempenho de uma potência olímpica no quadro de medalhas. Diferentemente do futebol que recebe uma atenção grandiosa da mídia durante o ano todo, os esportes olímpicos vivem da falta de apoio, patrocinadores, levando ao desenvolvimento de uma competência técnica limitada, refletindo no torneio. Grandes esperanças de medalha como Tiago Pereira tiveram desempenho considerado pífio pelos comentaristas da Sportv, canal especializado em esportes, nos Jogos. Entretanto, um analista minimamente orientado saberia dizer ao público que o tempo do atleta é aproximado daquele que o levou a ganhar sete medalhas de ouro nos Jogos Pan-Americanos e que o tornou um fracassado nos jogos de Pequim. Bordieu explica como o âmbito econômico pode influenciar no papel de uma emissora na transmissão de um torneio. Pereira era um produto interessante enquanto atrativo de audiência. Alguém ainda se lembra dele? E já se cogita nos bastidores qual seria a próxima vítima da mídia. Em 2012, nos Jogos de Londres e em 2011 no Pan, a Rede Record será a transmissora exclusiva. O vôlei de praia, esporte que sempre teve cobertura da emissora concorrente, se respeitada as leis da economia, está fadado a ficar fora da grade de transmissão por um tempo. Não haveria motivos para criar um público para um esporte que futuramente será coberto por outra emissora, obviamente. A lua de mel com os atletas durou pouco, agora dói no bolso e o público faz parte da piada.

Edgar Kawamura, Rafael Nascimento, Gabriel de Leão, Thiago Jose, Vinicius Goulart

Nenhum comentário: