sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Corpo, mídia e consumo


Edgar Morin, filósofo e sociólogo francês, trabalha a hipótese de que o interesse pela vida privada dos astros e estrelas está ligado aos mecanismos de projeção e identificação acionados, capazes de irrigar o imaginário do público receptor. Segundo ele, o receptor projeta no seu ídolo uma auto-imagem. Trazendo para a prática, poderemos analisar o comportamento da sociedade de consumo, como status para chegar mais perto do que a mídia mostra como perfeição. Em relação ao corpo, existem doenças relacionadas a esta imposição do que venha a ser a perfeição, como a , vigorexia, a bulimia e anorexia. Também há facilidade de chegar a perfeição projetada pela mídia através de métodos consumistas como plásticas e excesso de academia. Conclui-se então que o culto ao corpo está diretamente ligado à mídia e ao consumo, devido a influência dela em projetar imagens como perfeitas.

Luana Copini.

Nenhum comentário: