quarta-feira, 4 de março de 2009


Há modelos teóricos já feitos e disponíveis, todos, basicamente, de acordo com o que parece ser a natureza, a forma e a função da comunicação. Segundo eles, a comunicação quando ocorre entre pessoas, animais e mesmo coisas, compreende a transmissão de uma informação de “fontes” para “receptores” e de “receptores” para “fontes”. Encerra todos os comportamentos e condições empregados por qualquer organização lógica, animal ou mecânica, para influenciar e ser influenciada por qualquer outra organização também lógica.
A comunicação não é um processo linear; é circular ou cíclico. A informação passa da fonte através do receptor, voltando então para a fonte em forma alterada – completando assim um ciclo.
A comunicação pode ocorrer entre animal e animal, animal e máquina ou entre máquina e máquina. A leitura de um livro se encaixa no primeiro caso. O comportamento do leitor, refletido na reação ao contúdo do livro, irá influenciar o futuro comportamento do autor. Exemplos da segunda categoria são abundantes. Quando você aperta o botão de seu gravador de fitas ou calca o acelerador do carro, você espera que essas máquinas se comportem de certa maneira. Sua interpretação de seu comportamento posterior dirá se sua mensagem foi ou não compreendida e executada.
Os exemplos da terceira categoria – comunicação entre máquina e máquina – são mais sutis e menos vulgares. O despertar que automaticamente liga seu rádio ou inicia a preparação de seu café da manhã, o faz através da comunicação desses dois aparelhos. O computador que controla a maquinaria de precisão de uma fábrica de automóveis está em constante comunicação com as máquinas sob seu controle.
Em outras palavras, podemos definir “comunicação” como várias espécies de comportamento que têm lugar entre organizações e que modificam o comportamento tanto das organizações que lhes dão origem como das organizações receptoras.

THOMPSON, James J. Anatomia da Comunicação. Rio de Janeiro: Bloch, 1977.

Alunas: Maria Clara Oliveira e Laura Schafer

Nenhum comentário: