segunda-feira, 6 de abril de 2009

SET: Bastidores

SET existe desde junho de 1987, criada a partir de pautas de cinema da revista BIZZ. Alex Antunes (editor) e Marcel Plasse participaram da criação editorial e Michel Spitale foi o primeiro editor de arte. Em sua primeira capa, a revista estampou o ator Mickey Rourke (O Lutador).
Com quase 23 anos de circulação passou por diversas fases, a última com um ar mais popular. A forte concorrência com a Internet é apontada como um dos fatores para essa popularização, mas o diretor de redação Roberto Sadovski não concorda com a hipótese. “O importante é não repetir, não tentar fazer no papel o que a internet faz muito bem. O que oferecemos, por exemplo, são matérias mais completas, e um volume de informação que, na internet, na tela do computador, pode se tornar cansativo. Acho que uma mídia completa a outra, elas não competem”, comenta.
A revista manteve-se por muito tempo, como a única referência sobre cinema no Brasil (em 2007, Marcel Plasse criou a Pipoca Moderna). Sendo assim, podemos concluir que o mercado destinado a este tipo de publicação está cada vez mais reduzido, compacto por assim dizer. Sadovski aponta alternativas para a manutenção de uma publicação deste gênero: “Tudo depende do que a publicação oferece. Não sei se o mercado está reduzido ou pulverizado, mas acredito que o importante é manter-se informado de como seu público absorve informações, do que chega até ele, e oferecer algo mais completo”.
Para ele, o segredo da longevidade de SET está no diálogo com seus leitores e em sua capacidade de se adaptar a diferentes realidades ao longo dessas duas décadas. “O que precisamos, então, é de criatividade e visão para descobrir o que nosso leitor busca e nunca encerrar o diálogo. Dialogando e mantendo os canais abertos com nosso público e principalmente, fazendo parte dele. Eu faço a revista que eu gostaria de ler. Assim é possível ser honesto - e isso é perceptível para o leitor”, conclui.

Roberto Sadovski é diretor de redação da Revista SET

Alunos: Vinícius Salvino, Alessandra Belini, Amanda Ludwig, Gisele Linhares
3° Período Jornalismo Noturno

Um comentário:

celina disse...

a matéria é boa, informativa. no entanto, nao está focada adequadamente para a questão das funções.