quinta-feira, 14 de maio de 2009

Nova Mídia


A teoria da agulha hipodérmica vê o receptor como fraco e manipulável, porém, no mundo atual o destinatário está longe de ser indefeso. O leitor não é um receptáculo passivo que o jornalista consegue manejar conforme sua vontade. O leitor se tornou uma fonte de informação. Com a tecnologia atual, as informações são imediatas e de fácil acesso, o receptor faz parte da notícia, é um colaborador informal. Mas também o mídia não se enquadra com a teoria funcionalista, pois ela não é fraca, vendo o receptor como um sujeito que escolhe em função de suas próprias necessidades.
Segundo o sociólogo Manuel Castells, os meios de comunicação não constituem o quarto poder, mas são, melhor dizendo, “o espaço em que se gera, se mantém e se perde o poder”.Ou seja o meio não é tão poderoso como se costuma colocar, mas também não deixa de se impor.

Jornalismo manhã, turma A
Maria Clara Oliveira
Laura Schafer

4 comentários:

celina disse...

o texto vai além da discussão, o q é bom, evidenciando uma reflexão a partir dele.

guilherme disse...

Eu até comprenderia se não fosse tudo escrito em grego!!!
Mas deu para notar que tem um pouco de ideas lunaticas proprias da estudante.
Maria Clara de Ovo

celina disse...

deve ser o gasparzinho...?

guilherme disse...

Celina fantasma é a sua visão quando olha no espelho!!
brincadeira te amo minha amiga!!!