quinta-feira, 21 de maio de 2009

O ALTERNATIVO JAZZ

O Jazz engloba um misto de culturas e variações musicais. Foi um movimento que surgiu no estado de Nova Orlenas, nos EUA, sec. XX. Este movimento aceita vários tipos de instrumentos: sopro, bateria e piano - as bases do jazz. A indústria se apropriou disso para a discussão de uma nova marca. De um novo gênero.
A mídia fez disso um exemplo de cultura industrial alternativa. Trazendo novas caras, novos personagens... Com a bagagem histórica afro, a aceitação foi muito difícil. Negros e brancos em meios tão distintos, e agora aceitar um mix de sons para um mundo totalmente racista foi complicado. Ray Charles sabe disso. Passou sua vida toda tentando lutar pelo sucesso em país onde se dava dinheiro aos brancos. Foi onde sua vida mudou, apesar de turbulenta nas drogas, trouxe a sua cara para o mundo e mostrou que também era capaz de fazer sucesso.
Apesar das crises para a aceitação deste novo ritmo, o jazz veio a tona em uma mídia já desgastada pelo mundo cultural. Trouxe uma nova melodia, e mesmo a aceitação sendo barrada logo de início, fez sucesso e hoje traz os tempos alternativos. Jovens que trazem a raíz do Jazz, na sua essência, e englobam novos hits para os ouvintes deste som. São eles: Norah Jones, James Blum, Diana Krall, ...


Comunicação Social - Jornalismo - Turma U
Ana Caroline Bueno de Camargo
Ana Paula Scorsin
Talita Caroline Candido

Um comentário:

celina disse...

o texto é informativo e fluente.

" Ray Charles sabe disso.
Passou sua vida toda tentando lutar pelo sucesso em país onde se dava dinheiro aos brancos." -

estilo meio facilitado...?


alguns errinhos de digitação -
orleans e não orlenas
blunt e não blum