segunda-feira, 25 de maio de 2009

Samba enredo e a indústria cultural


O Rio de Janeiro foi o palco inicial para o Samba, que começou no fim do século XIX com os negros vindos da Bahia. Em 1930 é criada uma vertente do samba, o samba enredo, que era composto por um refrão fixo e todo o resto da música era improvisado. Depois de alguns anos, as improvisações foram proibidas e no final da década de 60 esse estilo, juntamente com os desfiles das escolas de samba, começou a ser transmitido pela televisão. A partir desse momento, ele se transformou em um produto de massa, passando a ter um status e um público maior. Grandes transformações foram perceptíveis, desde a qualidade do samba, até mesmo a substituição por instrumentos mais baratos que facilitaram também a participação de pessoas de outras classes sociais e até mesmo de outros lugares mais distantes. Como conseqüência, tivemos a profissionalização das pessoas inseridas nesse meio, fazendo com que essa estrutura ganhasse proporções imensas a ponto de ser considerado um patrimônio imaterial do Brasil no dia 9 de outubro de 2007 pelo Iphan, Conselho Consultivo do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacioal.


Elis Paola Jacques
Emeline Hirafuji
Gisele Eberspächer
Julia de Mello Botini

Um comentário:

celina disse...

texto enxuto, informações ok.
mas quase rigorosamente disseram o falado na aula...