quinta-feira, 18 de junho de 2009

Cinema

Cinema pode ser entretenimento, aprendizado ou cinema mesmo. Não precisa de definições como: alternativo, trash ou cult. Cinema tem que ser cinema, reproduzir várias fotos por segundo e acabar por nos fazer rir, pensar, refletir, chorar ou só olhar mesmo. Um besteirol americano, aquele feito pela indústria cultural que tanto se julga, não vai deixar ninguém mais burro e os filmes alternativos, vindos da mesma indústria, não deixam ninguém mais inteligente. São apenas filmes, oras.

Bábylla Miras
Jornalismo Diurno
Turma A - 3° Período

Nenhum comentário: