quarta-feira, 10 de junho de 2009

Convergência das Mídias: celular




“Armazenar informações e procurar formas organizadas de transmiti- las sempre fizeram parte de nossa evolução cultural.” LIMA (2000: p. 37).

Nosso proposta de abordagem de tema é baseada no ensaio de Jucelia Alves Universidade do Contestado – campus Mafra exposto no Intercom.
Atualmente os aparelhos celulares reúnem diversas tecnologias (câmera fotográfica, filmadora, viva-voz, agenda, gravador de voz, MP3 player, comunicação wirelless) e oferecem diversos tipos de serviços, como por exemplo, sistemas de posicionamento, envio e recebimento de mensagens de texto, voz, multimídia e e-mails, acesso à Internet, download de sons e imagens, acesso a contas bancárias, jogos, batepapo, dentre outros. Mas apesar de reunir tantas possibilidades de interação, alguns países não utilizam os recursos dos aparelhos móveis em toda sua potencialidade.
É o caso do Brasil, onde os mais de 102 milhões de aparelhos são utilizados essencialmente para efetuar e receber chamadas telefônicas. De acordo com pesquisa realizada pelo Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e Comunicação (CTIC) em 2006, 74,5% dos brasileiros utilizam o aparelho celular para efetuar e receber chamadas.
Outro uso freqüente do celular apontado pela pesquisa é o envio e recebimento de mensagens SMS, com 46,23%. No entanto, tendo em vista que 59,11% dos brasileiros entre 16 e 24 anos e 35,4% entre 10 e 15 anos possuem aparelho celular, pode-se presumir que a utilização para o envio e recebimento de mensagens é realizada na maioria das vezes com a finalidade de troca de mensagens pessoais, combinando locais para encontro, a festa da próxima semana, etc. O uso do celular como ferramenta capaz de ampliar as comunicações, promovendo a atualização dos indivíduos com as ultimas notícias do dia ainda é muito escasso, devido ao fato de que esses serviços são cobrados dos usuários, que sempre se queixam dos altos preços praticados pelas operadoras.



LIMA, Frederico O. A sociedade digital: o impacto da tecnologia na sociedade, na cultura, na educação e nas organizações. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2000.




Maria Clara Olivera e Laura Schafer

Nenhum comentário: