quinta-feira, 18 de junho de 2009

Fotojornalismo Cidadão

Hoje grande parte da população tem acesso a uma máquina fotográfica, a possibilidade de um cidadão comum registrar um momento de relevância social é considerável. A partir disso, a proposta é analisar o papel desse receptor que produz conteúdo fotojornalístico que, para alguns autores, é considerado jornalismo cidadão, e avaliar seu impacto. Discutir essa participação ativa do cidadão em relação aos conceitos de esfera pública. Imagens de amadores foram utilizadas pela mass media em acontecimentos importantes, como no atentado ao World Trade Center, em Nova Iorque, no atentado de Madri (foto) e no tsunami, no Oceano Índico. Além disso, o cidadão pode usufruir dessa abertura para denunciar problemas como falta de infra-estrutura pública, segurança e outros problemas sociais. Em 2005, o jornal O Estado de São Paulo realizou um projeto de fotojornalismo cidadão - “FotoRepórter”, que contabilizou 7203 cadastros e 21293 imagens.
Alunas: Karyme Kaminski; Marília Dissenha; Patrícia Fernanda e Rafaela Sequeira.
Jornalismo B - manhã

Um comentário:

Paixao disse...

Desculpa o autor da web, esta foto foi tirado sim por um civil nao especializado em fotografia, porém o local é na cidade de Madrid(capital da Espanha), estaçao de trem Atocha. Digo mais, nao é so nesse tipo de meio de comunicaçao que cometem o erro de transmitir a informaçao da maneira que mas convém ou de uma fonte nao confiável ou mal interpretada, o jornalismo Brasileiro insiste constantemente neste erro talvez no intuito de vender e nao informar.