quinta-feira, 18 de junho de 2009

A Indústria Cultural segundo Adorno

Na Indústria Cultural, tudo se torna negócio. Enquanto negócios, seus fins comerciais são realizados por meio de sistemática e programada exploração de bens considerados culturais. Um exemplo é o cinema. O que antes era um mecanismo de lazer, uma arte, agora se tornou um meio eficaz de manipulação. Podemos dizer que a Indústria Cultural traz consigo todos os elementos característicos do mundo industrial moderno e nele exerce um papel especifico, o de portadora da ideologia dominante, a qual outorga sentido a todo o sistema.
O homem, nessa Indústria Cultural, não passa de mero instrumento de trabalho e de consumo, ou seja, objeto.


Larissa de Araujo Dalitz Turma B

Nenhum comentário: