quinta-feira, 18 de junho de 2009

O Jornalismo moderno e a Indústria Cultural

A partir da perspectiva da teoria critica da Escola de Frankfurt e seu conceito de “indústria cultural”, o jornalismo moderno sendo, online, impresso ou em televisão é um produto da economia capitalista, que visa apenas o lucro. O receptor se torna um consumidor de um produto manipulado pela indústria e tem uma falsa sensação de interatividade, pois o indivíduo não vive em seu ambiente sem estar conectado virtualmente, pelo fato, dos indivíduos terem o alto volume das notícias que estão disponíveis na internet, impresso ou na televisão como referência nas conversas no trabalho, escola, casa ou qualquer ambiente em comum. Porém acreditam em uma falsa democracia, aonde é possível obter uma propagação cultural. No jornalismo online, a falta de democracia é mais evidente do que em outros meios, principalmente por causa da pouca concorrência dos sites de busca. O Google, por exemplo, seleciona os sites de acordo com os acessos, sendo assim, os portais de informação de grandes corporações sempre terão mais acessos devido à divulgação em outros meios.

Alunos: Arthur Santana e Pedro Dourado

Nenhum comentário: