quinta-feira, 18 de junho de 2009

TECNOLOGIA NÃO TRADUZ A EDUCAÇÃO, ESTE, UM SUJEITO PASSIVO



Com a fina camada educacional graduada, temos uma transformação pouco reconhecida da educação hoje. A demanda da tecnologia não é oferecida aos ventos. Desigualdade social ainda é visível, e pouco tangível a sociedade de massa.
O estudo do comportamento público e das funções que os meios de comunicação exercem na sociedade, mass media, é explicado de maneira clara e obsoleta pelos teóricos da comunicação. Um deles, “as condições em que os homens vivem, as funções objetivas que desempenham no processo social, são substituídas por seu reflexo subjetivo” (HORKHEIMER/ADORNO).
As interpretações dadas hoje na educação são influências de uma sociedade que ainda é pega pela política coronelista e os meios de comunicação fazem uso disso. Os teóricos explicam ainda, que o público tem escolha, fugindo do hipodérmico, o seu público passivo.

TALITA CAROLINE CANDIDO


3º PERÍODO
JORNALISMO NOTURNO

Um comentário:

celina disse...

bom ter buscado articular as perspectivas teóricas.