quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Autódromo Internacional Raul Boesel


Se eu não o classificasse como o lugar onde eu mais me identifico, estaria mentindo descaradamente. Este foi o lugar onde comecei a gostar de fotografar, um dos lugares onde sinto os maiores prazeres da minha vida, que é fotografar automóveis. No autódromo fiz diversas, grandes e verdadeiras amizades, é lá onde sinto o cheiro que mais gosto, o som, que é música para meus ouvidos, local onde ganhei um prêmio de fotografia e também o lugar que mais conheço em Curitiba. Conheço cada curva, box, cada buraco de Quero-quero, até o casal de coruja que lá habitam eu converso, aí já não sei se é por que sou um pouco louco, ou se é por que este local me contagia de tal maneira que me faz conversar até com pássaros.
Autódromo Internacional Raul Boesel, em Pinhais. Onde eu ainda vou por muitos e muitos anos.

Texto e foto: José Mário Dias - Jornalismo B

Nenhum comentário: