quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Jornalismo na internet: rapidez na informação

Esse presente “líquido” definido por Bauman pode ser atribuído também ao jornalismo que constitui em uma importante ferramenta na evolução da humanidade. A idéia da renovação e da superação são os paradigmas da nova sociedade e a internet é o meio de comunicação que melhor atende a essas novas necessidades. A internet agrega todos os meios de comunicação: a imagem, o som e a palavra. Além de possibilitar uma maior interatividade entre emissor e receptor, às vezes até instantânea, atendendo assim as suas buscas frenéticas por novidades. As notícias que caem na rede podem não estar ainda em sua versão final, e serem modificadas por diversas vezes. “A internet fez todo o jornalismo ser repensado e o jornalismo on-line, ou ciberjornalismo, vive a se repensar e se reconstruir”, diz Luiz Cláudio de Oliveira, jornalista responsável pelo blog Sobretudo da Gazeta do Povo.

Sobre o caráter superficial atribuído às novas mídias Luiz afirma que: “As mídias novas ou velhas devem ser encaradas como facilitadoras para a busca do conhecimento. Se forem restritivas, é porque algo está errado. O acesso à informação está facilitado. Agora depende de cada um saber o que fazer com isso.” Porém em meio há toda essa efemeridade, o jornalismo passa por uma crise de credibilidade perante a sociedade. Mas não podemos culpar a rede por isso. Ela é apenas um acessório, um meio de trabalho, que como todos os outros, precisa de profissionais competentes para funcionar.



Alunas: Clarissa Herrrig

Larissa Dalitz

Lívia Marques


Turma B
4º período - manhã.

Um comentário:

celina disse...

o texto desenvolve os dados de modo articulado. deveria ser mais pontual em relação ao conceito de liquidez de bauman.