sábado, 12 de setembro de 2009

Liberdade e Segurança



Nascida em Curitiba, escolhi o jardim botânico por ser o local onde tenho a sensação de liberdade e principalmente segurança. Segurança, pois moro neste bairro desde que nasci e onde grande parte da minha família reside. É como se fosse uma cidade pequena, dentro de uma cidade grande. Todo mundo se conhece e se protege. Quando pequena, brincava na rua e no próprio parque com amigos da vizinhança. Nos dias de hoje, quando vou caminhar no parque, ainda encontro pessoas conhecidas, como acontece nas cidades pequenas onde as pessoas, se cumprimentam, param, conversam... o que não acontece nas grandes metrópoles, na qual a grande população mal se cumprimenta, quanto mais param para uma conversa. Os parques de uma forma geral, dão uma sensação de liberdade, amplitude por ser um lugar aberto, possuir bosques, lagos, onde não se percebe limites.
Mariana Hillbrecht – 4º Período

Um comentário:

acadêmicos do segundo ano de Jornalismo da PUCPR disse...

bacana ver o parque como o lugar de encontro de pessoas próximas. só falta articular as suas considerações ao pensamento do hall.