domingo, 6 de setembro de 2009



Minha identidade atual está ligada ao Jardim Botânico, pois é lá que eu me sinto “em casa”, devido à conexão que eu tenho com este parque desde criança, talvez. É nele que eu tenho esta relação familiar, concreta.
Alguns anos atrás minha identidade com relação à Curitiba estava mais ligada à shoppings e ruas lotadas do que parques, isso mostra que sou uma pessoa mutável, com caráter pós-moderno, uma “celebração móvel”, de acordo com Hall. Mudo de acordo com o ambiente em que me encontro, com a cultura, com o sistema de cada local. Daqui a alguns anos eu posso ir ao Jardim Botânico e não exprimir nenhum sentimento de alegria, de conforto, mas eu gostaria de manter esta ligação, pois é uma maneira que eu encontrei de me familiarizar mais com a cidade.

Analívia Ferreira da Costa - Jornalismo B

Um comentário:

celina disse...

ok, buscou relacionar com o hall.