sábado, 12 de setembro de 2009

Jardim Botânico


Para Hall as relações que acabam envolvendo espaço e tempo são expressas em determinado sistema de representação acabam sofrendo influência sobre como sua identidade será encontrada e representada. O Jardim Botânico foi o primeiro parque ou até mesmo local de Curitiba com que criei algum tipo de identificação que possa ser sentida ou notada. Talvez o fato de ser de outro estado tenha contribuído para isso, mas a verdade é que durante todo o tempo em que moro na cidade o vejo como uma espécie de ponto de referência para moradores, tanto daqui como para os de outros locais. Dessa forma se torna um pouco mais fácil para que pessoas consigam criar algum tipo de identificação com ele. Seria algo como um ponto de encontro ou até mesmo de passagem, onde a sensação de tranqüilidade e de não estar só estão presentes (principalmente nos finais de semana, quando o fluxo de famílias é intenso). Um lugar que tenho como marco na cidade e com o qual possuo grande identificação.



Vinicius Salvino - 4º Período - Noturno

Um comentário:

celina disse...

boa apreensão do pensamento de hall.