sábado, 12 de setembro de 2009

Tradição


Desde pequena sou coxa-branca devido a minha família. Com o passar do tempo fui aprendendo a torcer corretamente e a deixar me envolver pelo futebol. O Couto é o lugar que mais me identifico porque é lá onde acontecem os jogos do Coritiba, meu time. Sempre vou com meus pais, irmãos ou amigos. E sinto no Couto uma ligação muito forte de time com torcida, de união.
Como Hall comentou “o conceito de tradução consiste em tentar fazer com que a cultura se inove dentro da tradição”. No Couto, a cultura sempre inova, novos jogos, novos campeonatos, novos jogadores, mas sempre mantém a tradição que passa de pai para filhos, de gerações em gerações, torcendo por um time também muito tradicional.


Evelin Schelbauer

Jornalismo B - 4º período.

Um comentário:

celina disse...

ok, interessante o modo como vc usa o hall, a partir das apropriações, no caso, das tradições.