sexta-feira, 12 de março de 2010

Considerações Finais

Muitas tragédias ganham ênfase hoje devido aos meios de comunicação terem se expandido de uma forma extraordinária, e por atingirem uma gama muito maior de pessoas. Temos como exemplo a internet, que se caracteriza pela objetividade e agilidade na transmissão de informação.

No caso das catástrofes, naturais ou não, os meios de comunicação são essenciais para informar e ajudar na busca de alternativas para minimizar ou resolver os danos. A mídia pode comover sem chocar, mas se apelar para o sensacionalismo poderá trazer mais malefícios do que benefícios para as pessoas.

A mídia tem o poder de motivar a solidariedade sem que seja preciso o uso de informações de caráter sensacionalista. É preciso que haja cuidado nestes casos para que não seja, ou até mesmo pareça, que as informações só estejam sendo veiculadas no intuito de aumentar a audiência do veículo. Os meios de comunicação não devem ter só o comprometimento com a verdade, mas com a qualidade e intençõoes de suas coberturas.


Elian Woidello, Ricardo Tomasi, Richard Roch, Rogério Teotônio e Thiago Pereira.

Um comentário:

celina disse...

ok, boa conclusão.
para ficar mais fluente,o primeiro parágrafo pode ser aprimorado, em termos de texto.