sexta-feira, 26 de março de 2010

Paradigmas da Comunicação


O texto de Vera França, "Paradigamas da Comunicação", questiona o ensino das teorias da comunicação. Segundo a autora, as teorias foram escritas de acordo com a época de cada um dos teóricos e, até por isso, servem para aqueles momentos.
Vera afirma que a comunicação não tem tradição, ela é inter e transdisciplinar, "representa muito bem a atmosfera atual (...) mas não anula a existência de diferentes perspectivas". Segundo ela, o que acontece é o contrário, a comunicação colabora, e muito, na proliferação de "pontos de vista".
Nota-se que, de acordo com a escritora, a comunicação jamais deixará de contar com outras disciplinas. Até porque, essas outras áreas influenciam diretamente nela. Inclusive, é isso que faz com que ela seja sempre muito atual e de grande importância à todos.
Num mundo como hoje, ela não é somente importante, mas essencial. Há muito que não se sabe viver sem a comunicação e seus meios. É por isso que os estudos sobre ela são cada vez em maior número. Entretanto, eles não são "puros", são (in)diretamente influenciados pela filosofia, política e sociologia - chegando ao ponto de não se saber do que se trata exatamente.
A autora também deixa claro como ela acredita que a comunicação é ampla, complexa e diversificada. Segundo seu pensamento, por não ser exata, há variadas interpretações para a mesma mensagem. O entendimento dela depende não somente do que é transmitido, mas também de como essa transmissão é feita e em qual meio é realizada. Por este motivo o processo de transmissão é estudado em conjunto com a mensagem.

Postagem: IDIONARA MARINA BORTOLOSSI - MANHÃ

Nenhum comentário: