quarta-feira, 7 de abril de 2010

Modelos teóricos de Comunicação

Os modelos teóricos surgiram com a necessidade de entender e aperfeiçoar os processos de comunicação. A crítica mais freqüente a esses modelos se deve ao fato de não apresentarem grande alcance teórico, são limitados.

Modelo de Lasswell
A partir da análise da comunicação de massa é possível compreender o modelo teórico criado por Harold D. Lasswell - um dos principais teóricos da comunicação -, que tem seu fundamento no estudo da mídia e da política. “Ele entende que a comunicação tem uma função, isto é, faz alguma coisa com a sociedade”, e por isso verifica os efeitos que a mensagem produz no receptor. Lasswell acreditava que a mídia atuava como um agente articulador na sociedade. O receptor não age isoladamente.

Modelo de Shanon e Weaver
Em 1948 Claude Shanon publica uma monografia intitulada “Teoria Matemática da Comunicação”. A partir daí, em 1949, juntamente com Warren Weaver, dá origem ao que chamamos de Teoria da Informação. O interesse se deve ao fato dos autores trabalharem para os Laboratórios Bell (operadora de telefonia), e se preocuparem principalmente na transmissão de mensagens via sistema telefônico.
Propõem então um “sistema geral de comunicação”, visando explicar aspectos técnicos da transmissão de mensagens. Criaram termos como: codificação, decodificação, recodificação, redundância, ruído - visavam a diminuição do ruído (interferência no caminho da mensagem) - e liberdade de escolha (concorrência). Para os teóricos citados os elementos que prejudicassem essa comunicação acabariam por ocasionar perda de dinheiro, tempo e energia.
A Teoria Matemática passou a explicar fenômenos da comunicação humana. A comunicação foi reduzida a instrumento (da fonte ao receptor). Quantidade maior de dados, em menor tempo possível.

Thayse Nascimento, Camila Machado, Angélica Mujahed e Marília Alberti (3º período - Jornalismo [manhã])

Um comentário:

celina disse...

evidencia boa compreensão dos modelos e de sua importancia nos diferentes contextos.