quinta-feira, 6 de maio de 2010

Liberdade de expressão é mera coincidência


O poder da mídia é surpreendente. Os resultados são significantes com persuasão e influência midiáticas! Não é à toa que grandes “personalidades” se utilizem dela a seu favor.

O cinema, a televisão, os jornais e revistas impressos, são mídias que conhecemos há bastante tempo, e com seus respectivos valores, nos influenciam a mesma medida. Alimentam-nos de pão e circo suficientes para sobreviver no mundo das verdades ilusórias.

A internet, pelo contrário, chegou como uma ferramenta de comunicação mundial e de todos, dando o poder de opinião a qualquer um que o queira. Ferramentas de comunicação como Blogs, Twitter, Orkut, são algumas das possibilidades que os, até então “calados”, poderiam criar asas e sair da caverna de Platão!
Todavia, da mesma maneira que acostumamos no século XX a nos informar a partir das grandes mídias, aceitando tudo o que era passado, com mínima preocupação com a veracidade e o objetivo com que nos era passada tal informação, também estamos padronizando maneiras de aceitação na web.

Um PERFIL na web. A vida informatizada trouxe a possibilidade da múltipla personalidade. E se era difícil imaginar a realidade por trás da telinha, imagine o real por trás de tantos nicks e avatares criados. A ferramenta TWITTER, deixada de lado por Willian Bonner, depois de utilizá-la por um longo período, pode transmitir um Bonner mais humano (mostrando o lado mais pessoal do ícone), um Bonner repórter (deixando a todos seus seguidores ainda mais perto da notícia em tempo real), como também pode ter alienado vários internautas a uma admiração que até então não tinham pelo apresentador, por uma personalidade mais humana, viva e irreal! Da mesma forma que nos informamos no WIKIPEDIA, acreditando 100 % no descrito, e às vezes quebrando a cara ao fazer um Ctrl+C / Ctrl+V, podemos ter quebrado a cara acreditando em figuras como @RealWBonner, entre outras figuras da Web.

A questão é que a mídia está cada vez mais acessível a todos, e quando imaginamos que com isto a influência na grande massa diminuirá, aí é que estamos enganados. Agora o poder está nas mãos de todos, e todos estão nas mãos do poder!


Otávio Fernando Lopes, Eduardo Rebonato
3º Período Jornalismo - Noturno

Um comentário:

celina disse...

ok o comentário, ainda q o tom seja um pouco acima...
e o ctrl c ctrl v é ilustrativo...