sexta-feira, 17 de setembro de 2010

FAP


Stuart Hall fala sobre a crise de identidade. No mundo moderno os cidadãos já não conseguem encontrar uma identidade só. A globalização e a mídia interferem e até criam esse fenômeno.

O lugar com o qual eu me identifico em Curitiba é a FAP (Faculdade de Artes do Paraná). Como amante da arte lá foi o local em que ''me encontrei''. Apesar de cursar cinema temos contato com estudantes de todos os outros cursos da faculdade, como de música, por exemplo. Eles sempre estão fazendo ''um som'' na cantina do local. O que é muito interessante, e até nos mostra que Hall está certo. Há mesmo essa crise de identidade , porque tudo está convergindo atualmente. Mas será que isso é ruim? Talvez seja bom ser várias coisas, se identificar com várias coisas. Talvez seja bom ser uma pessoa ''fragmentado''.

Angélica Mujahed - quarto período (manhã).

Um comentário:

celina disse...

ou seja, o reconhecer-se um sujeito pós-moderno...