sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Jardim Ambiental


Atualmente, ao criarmos a nossa identidade cultura, procuramos aspectos que nos sejam favoráveis, e que estejam dentro dos nossos gostos. As gerações anteriores a nossa tinham sua identidade cultural relacionada com o local em que nasceram ou que passaram parte de sua vida, agora não é mais assim. Com a globalização ficou mais fácil as pessoas absorverem culturas externas que antes eram difíceis de serem alcançadas. E como Hall explicou cada vez mais os indivíduos se relacionam com vários grupos culturais para montar a sua própria identidade, ao invés de se identificar somente uma.

Não posso dizer que me identifico com Curitiba totalmente, porque isso não seria verdade. Mas existem alguns aspectos da capital que eu sei que ajudaram a formar a minha identidade, como o Jardim Ambiental. Desde pequena meus fim de semanas eram, em sua maioria, passados ali. Tanto no restaurante Árabe no começo da rua Schiller, quando nos parquinhos que existem ao longo da rua. E agora, o Ambiental para mim é um sinônimo de “encontro familiar”, é rotina para a minha família ir almoçar no restaurante Cantina do Delio ou no Bella Banoffi nos fim de semanas.


Isadora Lago - 4º período de Jornalismo (manhã)