sexta-feira, 17 de setembro de 2010

UNIVERSIDADE - Universo da Cidade - Múltiplas identidades

Pontifícia Universidade Católica do Paraná


Segundo Stuart Hall através dos estudos culturais o sujeito escolheu esse lugar levando em consideração uma identidade própria, fragmentada e talvez até única, que é fruto de um indivíduo que passa praticamente catorze horas do seu dia, cerca de seis a sete dias na semana envolvido nesse contexto que é a PucPr. Não posso dizer que não é uma casa, pois passo mais tempo nesse lugar do que na minha própria moradia. A escolha se deve a grande quantidade de tempo que esse indivíduo passa no desenvolvimento de atividades nesse local, aliando atividades acadêmicas e o trabalho formal. Mas também devido ao fato desse lugar representar essa mudança que vivemos hoje, que é a busca constante da evolução, seja ela intelectual ou financeira através de um ambiente universal, que proporcione essas mudanças diretamente na vida das pessoas. Essa posição é referente a um sujeito sociológico que reflete uma complexidade do mundo moderno, ele participa de uma forma interativa e relaciona isto a sua identidade e o seu eu. Neste caso a identidade é formada na interação entre o eu e a sociedade, possuindo um núcleo, uma essência interior que é o “eu real”, isto é, aquilo que vivo, aquilo que presencio e valorizo na vida. Porém não significa que isso não possa mudar dependendo do viés que for tomado ou direcionado, ou apresentar até várias facetas, isto é, o olhar pode variar dependendo de inúmeras variantes, pois a realidade está norteada de informação e interatividade, fruto da globalização em que vivemos. Hoje uma identidade única e estável está se tornando fragmentada, sendo composta por várias identidades, processo ao qual a globalização possui profunda e significativa interferência.

Rogério Rodrigues
Jornalismo - 4º- manhã

Um comentário:

celina disse...

1 "fragmentada e talvez até única..." - não entendi...

2 mais pro final a discussão começa a ficar mais produtiva - a relação globalização x descentramentos.