segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Gilles Lipovetsky


Gilles Lipovetsky, nasceu em 1944 e é um filósofo francês, professor de filosofia da Universidade de Grenoble,teórico da Hipermodernidade e autor de vários livros importantes.

Lipovetsky tem um pensamento muito interessante, a respeito da sociedade estar vivendo hoje, um momento de hipermodernidade. Tudo está sendo levado ao extremo, desde a moda, tecnologia, estética, até a economia, por isso, o conceito de Hiper.

Assim, as pessoas, os jovens; têm acesso a inúmeras coisas, informações, tecnologias... Tudo de uma forma extremamente rápida. Isso pode causar certa confusão na construção da identidade da pessoa. Assim como por exemplo, antes existia a questão das “tribos”: ‘emo’, patricinhas, hippies.... Já hoje, é difícil de definir a qual tribo você pertence, pois os jovens possuem características de várias delas.

A sociedade não controla intensivamente o indivíduo; apenas lhe oferece uma infinidade de opções de consumo e identidades, dada a abundância de produções culturais distintas. Daí, a comparação do pensador, da lógica do consumo e da identidade a um self-service, onde você tem várias opções no mesa, e vai pondo o que quer no seu prato.

“...a pós modernidade se apresenta na forma do paradoxo e que nela coexistem intimamente duas lógicas, uma que valoriza a autonomia, outra que aumenta a independência”

“ Delineiam-se duas tendências contraditórias. De um lado, os indivíduos, mais do que nunca, cuidam do corpo, são fanáticos por higiene e saúde, obedecem às determinações médicas e sanitaristas. De outro lado, proliferam as patologias individuais, o consumo anômico, a anarquia comportamental”

"Ninguém precisa ser feio e lutar para melhorar a
aparência é ser dono do próprio corpo" Gilles
Lipovetsky


Fontes: http://olharbeheca.blogspot.com/

http://veja.abril.com.br/250902/entrevista.html


Giovanna Miqueletto - 4º período

Um comentário:

celina disse...

ótima leitura! parece q vc gostou do GL. se assim foi, busque os livros dele.