sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Guy Debord

Guy Ernest Debord foi um escritor francês que nasceu no dia 28 de dezembro de 1931. Seu pai morreu jovem, e foi criado por sua avó em uma série de cidades do Mediterrâneo. Após terminar o liceu, desistiu da Universidade de Paris onde foi estudar Direito para depois tornar-se um revolucionário, poeta e cineasta.

Na década de 1960 liderou o grupo Internacional Situacionista, que influenciaram a insurreição de Paris de 1968. Foi um dos pensadores da Internacional Letrista e seus textos foram a base das manifestações em Maio do mesmo ano. Escreveu vários livros autobiográficos. Seus dois filmes reconhecidos data desse período: uma versão do filme Sociedade do Espetáculo (1973), o autobiográfico "Em Girum Imus Nocte Et Consumimur Igni" (1978).

A Sociedade do Espetáculo é seu trabalho mais conhecido. Em termos gerais, as teorias de Debord atribuem a debilidade espiritual, tanto das esferas públicas quanto da privada, a forças econômicas que dominaram a Europa após a modernização decorrente do final da segunda grande guerra. Ele faz a crítica, como duas faces da mesma problemática, tanto ao espetáculo de mercado do ocidente capitalista (o espetacular difuso) quanto o espetáculo de estado do bloco socialista (o espetacular concentrado).

Seu consumo de álcool ao longo da vida constante começou a tomar um pedágio em sua saúde. Para acabar com esse sofrimento, cometeu suicídio, atirando no seu coração em 30 de novembro 1994. Em 29 de janeiro de 2009, 15 anos após sua morte, o arquivo de suas obras foram classificadas como “tesouro nacional”.

http://www.ebooksbrasil.org/eLibris/socespetaculo.html
http://www.espacoacademico.com.br/048/48cpinto.htm

Alunos: Thiago Rodrigo e Guilherme Mello
4º período – Jornalismo - Manhã