terça-feira, 23 de novembro de 2010

Pierre Bourdieu




O sociólogo francês Pierre Bourdieu, morreu em um hospital em Paris, aos 71 anos de idade devido a um cancro. Direcionado aos movimentos sociais e na luta de classes, respeitado intelectual de sua época, nos últimos anos de sua vida dedicou – se aos estudos da comunicação e da política.

Uma de suas críticas em relação aos meios de comunicação, que segundo Bordieu estariam cada vez mais submetidos a uma lógica comercial inimiga da palavra, da verdade e dos significados reais da vida.

Crítico feroz ao lixo cultural produzido pelos meios de comunicação. De acordo com o pensamento do sociólogo o controle desses meios, antes concentrado no poder político e econômico, hoje se faz em quem comanda a informação.

Sua teoria vai de encontro a globalização ou mundialização, defendendo a preservação da cultura nacional recusando a entrada de outra cultura o qual, descaracteriza e destrói o patrimônio cultural. Primeiro a pessoa deve se entender no meio que está inserido, não seguindo parâmetros pré – estabelecidos por uma sociedade que vê o consumismo como padrão de crescimento.

Foi importante no meio da educação no estudo das escolas francesas. O método aplicado reforça as desigualdades sociais, sendo que a escola adquire neutralidade na formação do indivíduo, quando ela é um dos principais responsáveis pela formação e do pensamento e na criação da identidade.

Pierre Bourdieu dedicou sua vida ao estudo da sociedade, sendo a comunicação, política e educação um dos focos principais. Para Bordieu, não pode haver democracia efetiva sem um verdadeiro contra-poder crítico.

http://www.espacoacademico.com.br/010/10bourdieu02.htm

http://educarparacrescer.abril.com.br/aprendizagem/pierre-bourdieu-307908.shtml

Mário Luiz, 4° Periodo Jornalismo

Nenhum comentário: