sábado, 20 de novembro de 2010

Pierre Bourdieu


O sociólogo francês Pierre Bourdieu dedicou-se ao estudo da educação, da cultura, da literatura e da arte. Além disso, estudou também os meios de comunicação e da política. Um dos principais alvos de sua crítica foram os meios de comunicação que, para ele, estariam cada vez mais dominados por uma lógica comercial que é inimiga da palavra, da verdade e dos significados reais da vida. Em seu livro, afirma: "Esse poder simbólico que, na grande maioria das sociedades, era distinto do poder político ou econômico, hoje está concentrado nas mãos das mesmas pessoas que detêm o controle dos grandes grupos de comunicação. Quer dizer, que controlam o conjunto dos instrumentos de produção e de difusão dos bens culturais."

Bourdieu tem como um dos eixos da sua sociologia dos bens simbólicos a investigação de questões relacionadas ao poder, onde o processo de comunicação é compreendido com uma disputa.

Segundo o filósofo, o conflito no processo de comunicação acontece a partir do momento em que ocorre uma luta pelo monopólio da manipulação legítima de uma determinada espécie de bens simbólicos. Afirma também, que "a língua não é somente um instrumento de comunicação, ou mesmo de conhecimento, mas um instrumento de poder", ou seja, o ser falante não busca ser compreendido, mas sim obedecido, acreditado e reconhecido.


Ana Luiza Francisco
Letícia da Costa

Comunicação Social - Jornalismo (Manhã) - 4º Período


http://www.uff.br/mestcii/ines1.htm

Um comentário:

acadêmicos do segundo ano de Jornalismo da PUCPR disse...

nao cita a fonte
http://www.uff.br/mestcii/ines1.htm