domingo, 27 de fevereiro de 2011

Linguagem e comunicação efetiva

"A compreensão dos signos, a compreensão da linguagem, é a base da comunicação. Para compreender um signo temos que percebê-lo e ao mesmo tempo experimentar um ato psíquico, quer como no caso da linguagem fônica, quando o signo verbal é 'transparente à siginificação', quer como no caso de todos os outros signos, que de um modo ou de outro são traduzidos para a a linguagem fônica [...].
A distinção entre a compreensão do signo e a compreensão da intenção daquele que usa o signo deixa de ser trivial quando se chega a análise da diferença entre compreensão da intenção de certos termos ambiguos ou vagos em compreensão da intenção do autor desses termos [...]
Se, em contradição com os mal entendidos, concordamos em que esta comunicação é um processo de produção de signos, por uma parte, e de percepção desses signos, pela outra parte, acompanhado pela mesma compreenção desses signos, por ambas as partes, então comunicação efetiva consiste nesse processo, desde que, além disso, a mesma compreensão dos signos seja acompanhada pelas mesmas convicções.
[...]
Para estabelecer comunicação efetiva, cumpre, primeiro, estabelecer comunicação no sentido de indêntica compreenção da significação das expressões. "

SCHAFF, Adam. Introdução a semântica. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1968. p344-346.


  • Lidyane Dryelli Pereira - 3° período de Jornalismo.

Um comentário:

celina disse...

ok a citacao
so por favor faca uma revisao de digitacao
compreensao, por ex...