sábado, 30 de abril de 2011

Jornal Nacional. Tema: Casamento Real

O Jornal Nacional abordou nas ultimas semanas, e em especial ontem dia 29/04 o tema Casamento Real. Tendo em vista informar o publico sobre os preparativos e a solene cerimônia.

O indivíduo tende a se interessar por informações que estejam inseridas em seu contexto sócio-cultural e com as quais ele esteja de acordo. Há uma identificação popular muito grande.

Outra forma abordada pelo Jornal Nacional foi um comparativo feito entre pai e filho para saber quem era mais popular e tinha preferencia a sucessão do trono real. Charles tem 40% de aprovação do povo britânico, enquanto William tem 46%. Houve também brecha a partir deste comparativo um assunto um pouco mais polêmico. O casamento de Charles com a Duquesa da Cornualha Camilla não é bem visto pela nação. Por sua vez Kate Midleton cai mais no gosto dos britânicos. Tendo tudo isso em vista o Jornal Nacional discretamente fez menção a falecida Princesa Diana e comparou Kate com ela, por sua popularidade e aprovação com o povo da Inglaterra.

A herança social que a mídia transmite hoje com o casamento real do príncipe William, será lembrada por gerações futuras, assim como o casamento de sua mãe Lady Di, que o mundo parou para ver.

Segundo Francisco Rudiger, a sociedade humana define seus padrões de interação pelos princípios que lhes são peculiares. Sendo assim, o Jornal valoriza a notícia através da tradição e luxo da monarquia entretendo e envolvendo o publico através da história da plebéia casando com o príncipe dos seus sonhos assim como nos contos de fada, gerando muito interesse sobre o vestido da noiva, bolo, convidados, lua de mel e como será a vida depois de casados.

A importância da reportagem também está na religiosidade, que faz com que as pessoas repensem os verdadeiros valores entorno do enlace. Pois não se trata apenas de uma festa glamourosa que movimenta a economia do país, mas de duas pessoas que se amam e escolheram seguir a vida juntas.

Quanto ao valor notícia econômico, a mídia mostra o quanto o evento agita a cidade interessando a indústria do turismo, são 600 mil pessoas a mais do que em um dia normal, e espera-se que eles gastem cerca de U$ 80 milhões (R$ 126 milhões) em souvenirs, alimentação e transporte. O Jornal mostra que cerca de 2 bilhões de pessoas assistiram a união pela TV, com isso a Inglaterra tem também uma oportunidade de valorizar o seu marketing.

Amanda Vicentini

Diana Araujo

Isabelle Warzinzack

João Paulo Teles

Melanie Lisboa

Um comentário:

celina disse...

" ontem dia 29/04 " - evitar o datado.
o texto deveria ser mais enxuto e articulado e faz alguma digressao...
deveria ter sido pontual em relação ao objetivo do exercício, de trabalhar o valor-notícia.
falem comigo, ok?