sábado, 30 de abril de 2011

Site Ego

Os chamados sites de “fofocas” se espalham pela internet e possuem um grande número de acessos. O mais conhecido deles é o site Ego, que está dentro do Portal Globo. O site pretende fazer uma cobertura sobre os principais fatos que acontecem na vida dos famosos ou daqueles que possuam algum reconhecimento na mídia.

Usualmente, o site não faz coberturas muito aprofundadas e as matérias não trazem continuidade, nem um desdobramento após sua exibição. O modelo mais usado no site é o da nota: um pequeno texto explicativo e uma foto, que geralmente representa um flagrante. Ou seja, o uso da imagem tem grande importância para o Ego. A grande exceção é o próprio casamento do príncipe Willian, que recebeu uma cobertura maior para o próprio portal G1, da Globo. Pode-se dizer inclusive que o conteúdo dos sites está mais voltado para o entretenimento do que para o próprio jornalismo.

O site apóia suas coberturas na curiosidade do público em saber mais sobre a vida de seus ídolos fora da sua vida pública. Porém, muitas vezes esse tipo de cobertura invade a própria vida privada da pessoa e trata de temas que não possuem praticamente nenhuma importância. Os valores-notícias que deveriam ser notoriedade e celebridades são invertidos e as matérias tratam de notícias sem valor, que não são de interesse público e representa um incômodo para o próprio personagem da matéria.

Com a popularização ainda maior da internet e atualizações ainda mais constantes nos sites, cada vez mais notícias que tenham pouco ou quase nenhum interesse público são veiculadas. Se em revistas como Caras, Quem e Contigo existe uma seleção para saber o que será publicado, nos sites dessas revistas isso não acontece.

O site de comédia Kibe Loco satiriza o Ego com a seção Notícias que vão mudar o mundo. Nela, são veiculadas notícias absolutamente inúteis, como “Bruno Mazzeo arruma seu cabelo no carro”, fazendo referência à abordagem que o Ego faz de seu conteúdo.

Gustavo Austin
Gustavo Magalhães
Lucas Vian
Renan Araújo

3º período de Jornalismo diurno

Um comentário:

celina disse...

" Os valores-notícias que deveriam ser notoriedade e celebridades são invertidos e as matérias tratam de notícias sem valor...? "

continuam a ser os criterios de noticiabilidade, não?