quarta-feira, 31 de agosto de 2011

MMA + clubes de futebol = fórmula de sucesso!

Sou catarinense, filha de pais gaúchos e sempre torci pelo Internacional de Porto Alegre, e como me identifico com o futebol e com o clube, decidi falar de uma decisão que ele tomou nos últimos dias. Assim como o Corinthians, o Internacional decidiu investir em uma área em constante expansão no Brasil. O Inter fechou uma parceria com o lutador de Mixed martial arts (MMA), Rodrigo Minotauro, que no dia 27 de agosto disputando o Ultimate Fighting Championship (UFC) Rio, venceu sua primeira luta representando o colorado. A minha identificação não está no MMA, apesar de assistir algumas lutas esporadicamente, mas confesso que agora, após essa inteligentíssima ação de marketing, eu acompanharei muito mais por que afinal, o meu time tem seu próprio representante.

Fiz uma análise de 5 dias do jornal Correio do Povo, do Rio Grande do Sul. Escolhi este jornal por que quando morei em Santa Catarina, até meus 12 anos, este era o jornal que eu mais lia, então minha relação com este veículo é muito mais próxima.
Analisei os dias 25, 27, 28, 29 e 31 de agosto e sempre o nome do lutador era vinculado com o clube, de modo que a visualização deste fosse ainda maior.
As matérias foram sempre positivas, falando da parceria do clube com o atleta e também do evento UFC Rio.

O que me impulsionou a escrever a respeito, foi ver como alguns clubes estão “bebendo” da mesma fonte dos clubes europeus, passando a investir cada vez em marketing e diversificando as áreas de investimento. Os clubes não estão agindo somente como times de futebol e essas atitudes, exemplificam que eles estão se portando muito mais como uma corporação. Vendo isso, percebi que o Inter, assim como o Corinthians foram extremamente espertos em fechar parceiras com lutadores de MMA antes das lutas serem disputadas no Rio. Pude perceber na coletiva de imprensa do UFC que os jornalistas entraram sim no assunto do clube e sendo este, um evento internacional, a visualização no exterior aumenta muito mais, aliado, claro, a disputa de torneios internacionais. Fica nítido, então, que o campo de marketing dos clubes de futebol está muito mais atuante, aumentando a arrecadação dos times e alcançando ótimos resultados no campo da propaganda.

Camila Barbieri
Jornalismo - 4º período - noturno

Um comentário:

celina disse...

nao entendi a postagem...fale comigo, ok?