quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Edgar Morin

Edgar Morin nasceu em 1921, em Paris, e é filho único de um casal de judeus. Formado em História, Geografia e Direito, ele desenvolveu estudos em diversas áreas, promovendo o diálogo entre as ciências e a busca das relações entre todos os tipos de pensamento. Com isso, ele foi se integrando aos poucos à problemática educacional, área que vem lhe atribuindo grande significância pelas contribuições para a reforma do pensamento e do ensino.

Com toda a experiência de vida e profissional que foi adquirindo ao longo dos anos e de seus estudos, Morin escreveu mais de 30 livros, mas o mais importante, de uma coleção de 6 livros, chamado “O Método – a natureza da natureza”, foi obra fundamental para se entender o que ele entende por complexidade. Propondo um pensamento que não separa, e sim une todos os aspectos presentes no universo ele considera a incerteza e as contradições como parte da vida e da condição humana e, ao mesmo tempo, sugere a solidariedade e a ética como caminho para a re-ligação dos seres e dos saberes.

Para a comunicação sua principal contribuição foi a obra “Cultura de massas no século XX”, que cita o espetáculo como principal manifestação para que a indústria cultural consiga atingir um público maior. Em verdade, ele busca responder algumas das grandes questões deste século, que são, em sua maioria, provocadas pela mídia. Outro ponto importante é o que observamos hoje nos principais meios de comunicação, que tentam encontrar uma “fórmula” para que seu público cresça. Para isso, as grandes emissoras acabaram se tornando ecléticas, utilizando uma variedade na informação, e na forma de transmiti-la.


Um comentário:

celina disse...

ok. o ultimo período poderia ser mais claro.