quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Guy Debord




Guy Debord, nasceu em 1931 e foi um dos grandes pensadores da pós-modernidade. Uma de suas obras mais conhecidas é a Sociedade do Espetáculo, que analisa as mudanças do capitalismo da modernidade. Essa obra é o resultado de uma série de debates e leituras de conceitos criados por Karl Marx (intelectual por quem ele era influenciado e se fundamentava). Os textos de Debord foram a base das manifestações de maio de 1968. O ponto central de sua teoria é que a alienação é uma consequência do modo capitalista de organização social. Com constituição moderna de luta de classes, o espetáculo é uma forma de dominação burguesa pelo proletariado. Debord mostra estratégias que buscam a resistência à alienação, destruindo valores burgueses como, por exemplo, a submissão ao trabalho.


Debord disse: "A vitória da burguesia é a vitória do tempo profundamente histórico, porque é o tempo da produção econômica que transforma a sociedade, de modo permanente e absoluto". Ele afirmou que "Nos lugares onde a basematerial ainda está ausente (o Terceiro Mundo - João Alberto), em casa continente, a sociedade moderna já invadiu espetacularmente a superfície social. Ela define o programa de uma classe dirigente e preside sua formação. Assim como ela apresenta as pseudo-bens a desejar, também oferece aos revolucionários locais os falsos modelos de revolução". Essas suas citações feitas por Debord, esclarecem o motivo da tentativa de mostrar estrar estratégias para que a alienação fosse resistida.


Giancarlo da Silva Andreso.

4º período de Jornalismo - Noturno


Fontes:



Um comentário:

celina disse...

ok pesquisa.
o ultimo parágrado é meio confuso.