quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

A comunicação como informação - Gottfried Stockinger

A informação é um fenômeno impessoal que surge a nível mecânico e biológico. Ela não deve ser repetida, pois dessa maneira deixaria de ser informação e se tornaria, segundo o autor, um “lixo de dados”.

Necessita de estruturas e mídias para se propagar, porém também precisa que existam flutuações (estados não informados ou menos informados). São essas flutuações que formam e causa primária da gênese de estruturas de informação. “A estrutura comunicativa surge, portanto, de um processo de evolução, ao longo do qual determinadas informações ganham possíveis privilégios de reprodução”, afirma o autor.

A informação, ao conter novidades, passa a ter qualidades emergentes e começa a depender da sua compreensão. A novidade sempre aparece na forma de uma comunicação, e a comunicação, por sua vez, se realiza quando “a diferença entre informação e mensagem é atualizada na compreensão”.

A comunicação só completa seu ciclo quando a compreensão, a mensagem e a informação são diferenciadas. Por exemplo, quando um observador dá um significado diferente ao conteúdo ou à forma. Dessa maneira ele distingui o que é dito da forma como é dito, compreendendo e fechando este círculo da comunicação.


Fonte: Stockinger, Gottfried. Para uma Teoria Sociológica da Comunicação. Editoração Eletrônica Facom - UFBa, Salvador. 2001

Grupo: Ariane Priori Gonçalves, Bianca Caroline dos Santos e Samara Tamazia Macedo.

Comunicação Social - Jornalismo

3º período - Manhã

Um comentário:

celina disse...

ok, aponta algumas questões abordadas pelas teorias, a partir da informação.