quinta-feira, 22 de março de 2012

Modelo de Lasswell (1948)

Kauanna Batista Ferreira

Jornalismo Noturno

Conceitos da Escola Norte Americana.

Modelo de Lasswell (1948)

Um dos teóricos fundadores da Escola Americana de Comunicação ou Massommunication Research foi Harold Lasswell.

Lasswell participou durante a Segunda Guerra Mundial de projetos

de Pesquisa em comunicação de guerra do governo norteamericano. Esse propagandista foi o iniciador da análise de conteúdo. Segundo Richardson o estudo de Lasswell sobre a propaganda na Primeira Guerra Mundial inaugurou a história da análise de conteúdo com técnicas mais sofisticadas e procedimentos do tipo quantitativo. De acordo com Richardson, as pesquisas dessa época tinham uma forte influência do behavorismo, que procurava descrever a conduta dos indivíduos como resposta a estímulos13. É inegável o fato de que Lasswell era um propagandista, e como tal, visava saber como persuadir as pessoas. Seus postulados seriam à base de uma Sociologia funcionalista da mídia,

definida por Mattelart como uma técnica de pesquisa que estuda:


A atenção aos efeitos da mídia sobre os receptores, a constante avaliação, com fins práticos, das transformações que se operam em seus conhecimentos, comportamentos, em suas atitudes, emoções, opiniões e em seus atos são submetida à exigência de

resultados formulada por acionistas preocupados em pôr em números a eficácia de uma campanha de informação governamental, de uma campanha publicitária.

13 Roberto J. Richardson, Pesquisa social, p.173.

10 Tamara Guaraldo tária ou de uma operação de relações públicas das empresas e, no contexto da entrada na guerra, das ações de propaganda das forças armadas” 14.

Como se sabe o Funcionalismo é herdeiro do Positivismo e a Escola Americana ou Mass Communication Research, formada por Lasswell, Lazarsfeld, Merton e outros cientistas sociais, também se tornou conhecida por Funcionalismo. A técnica desses

estudos era a investigação empírica, ou seja, conhecimentos práticos devidos à experiência15. O Modelo ou Paradigma de Lasswell estabelece através do funcionalismo, uma analogia entre o corpo social e o biológico:


Os processos de comunicação da sociedade humana,

quando examinados em pormenor, revelam equivalência

em relação às especializações encontradas

no organismo físico e nas sociedades animais inferiores”

16.

Mattelart afirma que para a Sociologia Funcionalista a mídia

seria um mecanismo decisivo de regulação da sociedade 17.

Lasswell elaborou um dos mais famosos e pioneiros modelos

de comunicação que se tornou conhecido como Modelo de Lasswell

em 1948. Em seu artigo “A Estrutura e a função da comunicação

na sociedade” (The Structure and Function of Communication

in Society) o cientista político oferecia um ponto de vista tradicional

de abordagem da comunicação, enfatizando alguns princípios

já estudados por Aristóteles. Encontramos no modelo um

esquema sobre o processo de comunicação:

14 Armand e Michelle Mattelart, História das teorias da comunicação, p.40.

15 Francisco Fernandes, Celso P. Luft, F. M. Guimarães, Dicionário Brasileiro

Globo.

16 Harold Lasswell, A estrutura e a função da comunicação na sociedade,

p.108.

17 Armand e Michelle Mattelart, História das teorias da comunicação, p.73.

Aspectos da pesquisa norte-americana em comunicação 11

Uma maneira conveniente para descrever um ato

de comunicação consiste em responder às seguintes

perguntas:Quem? Diz o quê? Em que canal?Para

quem?Com que efeito?O estudo científico do processo

de comunicação tende a se concentrar em uma ou outra

dessas questões”18.

Sendo cada pergunta correspondente a um elemento do ato de

comunicação:

Cada pergunta seria respondida por um tipo de pesquisa:

Riley & Riley (1959) explicando o estudo do comunicador

através do modelo de Lasswell, descreveram a análise do “Quem”,

como:

...pesquisas que descrevem as várias espécies de

comunicadores de massa, em termos de seu treinamento

ou de suas características sociais e de personalidade.

Outra linha de pesquisa focaliza quem

é o comunicador tal como ele é percebido por sua

audiência (...) na relativa credibilidade dos diferentes

comunicadores como fontes, na importância de

18 Harold Lasswell, A estrutura e a função da comunicação na sociedade,

p.103.

www.bocc.ubi.pt

12 Tamara Guaraldo

tal credibilidade para a efetividade, a longo prazo da

mensagem” 19.

Para Santos, o Modelo de Lasswell procurava recuperar a credibilidade

na Teoria das Balas Mágicas:

... e não admira por isso que a pergunta que

concentrou as atenções de Lasswell tenha sido ‘Com

que efeito’. Toda a fórmula sugere uma linearidade

típica das teorias de persuasão da época. Há um

emissor activo e um receptor passivo que se limita a

reagir aos estímulos. Toda a comunicação é intencional

e destina-se a obter efeitos, isto é a manipular”

20.

O Modelo de Lasswell, segundo Santos, continuava a supor

o postulado da Teoria da Bala Mágica, uma relação behavorista

de E ! R, ESTÍMULO – RESPOSTA. E como afirma Riley &

Riley, o receptor era visto como diretamente influenciado pela comunicação

transmitida:

...de um lado, o comunicador preocupado apenas

com a emissão de sua mensagem, tornando-a o

mais persuasiva possível; de outro, o receptor só, em

sua torre de marfim, chegando a uma decisão” 21.

O modelo de Lasswell foi apontado por Santos como a primeira

fórmula comunicacional. As críticas são a de que esse

paradigma não estudou o ato comunicacional na sua totalidade,

pois concentrou seus esforços nos efeitos, ignorando também o

papel do receptor, também podemos afirmar que o pesquisador

19 JohnW. Riley, Matilde Riley, A comunicação de massa e o sistema social,

p.119-20.

20 José Rodrigues dos Santos, O que é comunicação, p.23.

21 JohnW. Riley, Matilde Riley, A comunicação de massa e o sistema social,

p.123.

Aspectos da pesquisa norte-americana em comunicação 13

tentou sistematizar com seu modelo, um processo que não é estático.

Como nos diz Santos, todavia “o modelo representa hoje a

contribuição mais significativa da teoria das balas mágicas para

o estudo da comunicação de massas” 22. Isso se deve ao fato

de que o Modelo de Lasswell indicou aos pesquisadores algumas

questões nas quais poderiam centrar seus estudos referentes à comunicação.

Wolf vai além e afirma que o Modelo de Lasswell foi

mais que uma fórmula, pois ordenou o objeto de estudo segundo

variáveis definidas e, assim, transformou-se numa verdadeira teoria

da comunicação23.


FONTE: www.bocc.ubi.pt


Um comentário:

celina disse...

ainda que a fonte seja relevante, não entendi a postagem...