segunda-feira, 19 de março de 2012

Paradigmas da Comunicação: conhecer o quê?

Para que o texto Paradigmas da Comunicação, da autora Vera Veiga França tenha um melhor entendimento, temos que analisa-lo com a mente desprovida de todo e qualquer preconceito que inclui o modo pelo qual a comunicação é vinculada pelos meios de massa permitindo-se apenas verificar e conhecer a comunicação - seu modo de estudo e conceitos. Pois a própria autora chega à conclusão de que a especificidade da comunicação está no olhar de cada um.

No decorrer do texto, percebemos que os avanços dos meios de comunicação, dependem dos avanços da tecnologia. Portanto, podemos concluir que a globalização dos últimos tempos influenciou diretamente os meios de comunicação, que por sua vez, estão em contato constante com a sociedade, podendo influencia-la e até mesmo, manipula-la.

Mesmo que a comunicação não tenha um “histórico definido” notamos que ela está em constante mudança e, portanto, em constante evolução. Podendo se organizar e evoluir. Hoje, para analisar a vida social de um indivíduo, deve-se, também, analisar as referências de comunicação que ele possui. Desse modo, podemos concluir que a comunicação não precisa, necessariamente, de um plano de estudo definido, pois a especificidade do meio, como cita a autora, vem do viés, apoiada no empírico. E não há neste universo apenas um objeto específico.


Alunos: Ariane Priori, Bianca Santos e Samara Macedo

Comunicação Social - Jornalismo

3º período

Um comentário:

celina disse...

interessante e original a perspectiva pela qual olharam o texto.
sempre é dificil tentar despir-se da informação anterior ou de habitos de olhar.