quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Identidade - Largo da Ordem


O Largo da Ordem significa para uma das integrantes da dupla, uma parte de sua história, já que era neste lugar que passava horas de seus dias. Para a outra integrante, é um lugar maravilhosamente fotográfico, por contar com prédios antigos de arquiteturas diversas (dentre as quais de padrões coloniais portugueses como a “Casa Romário Martins) e proporcionar as mais belas imagens. A diferente identificação com o local por parte de cada uma das integrantes da dupla, caracteriza um dos conceitos de Stuart Hall (citamos o livro Identidade Cultural na Pós-modernidade) o conceito de identidade fragmentada. Mesmo se tratando do mesmo local, ele é visto de diferentes formas. Tanto pelo público em geral como pela mídia. Exemplo disso são as notícias relacionadas ao local, que vão desde acontecimentos culturais, relacionados a teatro, música e dança até eventos de cunho religioso, como ocorrido nos dias 7, 8 e 9 de setembro, com os festejos de Nossa Senhora da Luz, iniciados com a reinauguração da Basílica e estendidos com a procissão pelo Largo, passando por notícias de violência, com no “Carnaval fora de Época”. A relação da integrante que se identifica pelo local fazer parte de sua história assinala um segundo conceito de Hall, a identidade construída historicamente. Cada indivíduo compreende o local de uma forma diferente e essas concepções podem se alterar de acordo com os acontecimentos da vida deste indivíduo, Hall afirma que “as conceptualizações do sujeito mudam e, portanto, têm uma história”. A visão de que era um dos locais que se usava para “gazear” aula, muda conforme o local se torna um lugar de encontro para namorar, por exemplo. O mesmo lugar, que é bastante conhecido pelo comércio local, no caso do Largo da Ordem a feirinha de domingo, torna-se um “parque de diversões” aos apaixonados por fotografia, por se tratar de um local privilegiado de iluminação e arquitetura.


Harianna Stukio
Nivia Maria Kureke

Um comentário:

Celina Alvetti disse...

ok, correram atras, q bom!